Skip to main content

A nossa frota é constituída por 5 embarcações tradicionais e 1 lancha para os passeios fora dos canais urbanos da ria de Aveiro.

Embarcações Tradicionais: 

Entre as embarcações tradicionais temos os Moliceiros e os Mercantéis.

Moliceiros:

Vamos apresentar as nossas 3 embarcações mais emblemáticas.

Moliceiros Onda Colossal

 

Onda Colossal: 

É o nome da empresa e uma homenagem também aos nossos colaboradores, é um dos maiores moliceiros que possuímos, com uma lotação de 30 pessoas.
Um dos seus painéis tem a imagem de uma salineira, como prova da nossa admiração por estas mulheres que tanto fizeram pela história do salgado aveirense. 

Marnoto:

O seu nome é uma homenagem ao trabalhador das marinhas e ao salgado aveirense.
Marnoto é um barco extremamente elegante com um dos painéis mais apreciados por quem nos visita: Cristiano Ronaldo.

À ré, painéis com temas que misturam o humor e a cultura aveirense. 

Dança dos Mancos:

Esta embarcação é dedicada ao padroeiro da Beira Mar e à sua festa mais tradicional: Festa em Homenagem ao São Gonçalinho.
A
Dança dos Mancos é um dos rituais das celebrações da festa, e nós como bons aveirenses que somos não podíamos deixar de fora as nossas tradições.

Se de um lado da proa temos um grupo de homens a dançar na Capela de São Gonçalinho, do outro temos a figura do Nosso Menino.

 

Mercantéis:

Santa Joana:

Uma homenagem à mulher religiosa e à padroeira da cidade. O Santa Joana, como todos os Mercantéis, tem uma decoração mais simples, com pinturas sóbrias ostentando signos relacionados com a natureza, neste caso, os famosos flamingos que podem ser apreciados, principalmente, no verão, perto das Marinhas de Sal de Aveiro. 

Felisberto:

É a embarcação mais recente de toda a frota. O seu nome é uma homenagem ao carpinteiro naval: Felisberto Amador, que fez este e muitos outros barcos tradicionais.

 

Lancha:

Cale do Oiro:

lancha onda colossalA nossa lancha tem capacidade para 50 passageiros e está apta para festas, encontros privados, visitas de estudo entre outros. É a melhor forma de visitar a Ria (desconhecida) de Aveiro.

Tem o nome de Cale do Oiro, como forma de não se perder na memória esta que era uma zona muito rica em sal e peixe, nos tempos áureos da salicultura aveirense. 

 

Quer conhecer de perto a nossa frota? Então marque um passeio em embarcação tradicional ou um passeio de lancha!!

 

Leave a Reply

RESERVE AGORA